Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Lista de polos da indústria têxtil para buscar fornecedores

Se você já tem uma loja online de roupas ou está pensando em começar a vender roupas online, seja com um negócio completamente novo ou partindo de migrar para o e-commerce, já sabe que ter bons fornecedores é tudo. A qualidade e o preço influenciam diretamente no que vai ser ofertado aos seus clientes. E sabe onde você encontra os melhores parceiros? Nos maiores polos da indústria têxtil no Brasil.

Baixe o e-book grátis!

Quanto mais barato você compra, mais ofertas consegue fazer e mais consegue lucrar. Os fornecedores certos te ajudam a se mover mais rápido pelo segmento de moda, que é destaque na minha lista de tendências para vender na internet.

Reuni os maiores polos da indústria têxtil no Brasil neste texto, pensando tanto em tecido quanto em confecções para revenda.

Vamos começar?

Polo da indústria têxtil no Brasil: a Tecnologia do Vale do Itajaí (SC)

Várias máquinas de costura robotizadas. Na parte de cima ficam os novelos de linha.

Antes de tudo, acho que vale a pena eu te explicar que, de modo geral, os polos da indústria têxtil são reconhecidos pelo o nome da cidade onde o processo de industrialização começou. Só que em muitos casos o polo se estende por uma região bem maior do que a original.

No vale do Itajaí, por exemplo, você pode ver bem esse processo. Apesar da cidade que tem este nome ser uma das integrantes do pólo, várias outras compreendem o complexo – até com maior representatividade -. Acontece que o nome desse pólo da indústria têxtil vem do rio Itajaí e as cidades que passam por ele (Blumenau, Brusque, Joinville, Itajaí, Nova Trento, Luiz Alves, São Bento do Sul e Jaraguá do Sul).

Juntas são mais de 8 mil empresas do setor de vestuário, cada cidade com características específicas. Mas se posso te indicar, o Vale do Itajaí é desses polos da indústria têxtil que indico para quem busca tecidos com preço competitivo para comprar peças prontas para revender.

A raiz dessa industrialização e o investimento em alta tecnologia vem desde a imigração dos alemães. Eles trouxeram as primeiras máquinas para confecção de malhas e, desde então, a produção e a modernização não pararam de crescer. A região é parte fundamental da rota das malhas no Brasil até hoje.

Já o preço atrativo se dá, principalmente, pela sua cadeia de produção completa. Na própria região estão as produtoras de algodão, empresas que fazem os fios e as confecções – o que diminui bastante o custo com transporte e de tributação entre os estados.

Esse cenário atraiu diversas empresas como Hering, Teka, Dudalina, Karsten e Malwee. Por isso, além de tecidos, a região é também uma ótima pedida para comprar roupas e enxovais direto da fábrica com um preço melhor.

A variedade de tecidos no Polo Têxtil de Americana (SP)

Imagem com vários rolos de tecidos em diferentes cores, mas a maioria é em tons de rosa.

Localizado na Região Metropolitana de Campinas, Americana é o principal polo da indústria têxtil no país, com 85% da produção de tecidos sintéticos. Além desse município, cidades como Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré fazem parte desse polo e são ótimas para encontrar fornecedores.

Diferente do Vale do Itajaí, dificilmente você vai encontrar peças prontas, mas se o seu intuito é confeccionar as suas próprias, esse é o lugar certo. Pode ter certeza que terá à sua disposição uma imensa variedade de tecidos, estampas e cores para roupas e enxovais com valores bem abaixo que os praticados pelo mercado.

Mas não se engane: preço baixo não é sinônimo de baixa qualidade. Na verdade, se você tem uma confecção, há grandes chances do tecido que você já utiliza e conhece ter sido fabricado no polo da indústria têxtil de Americana, mas você comprou de intermediários.

O que justifica esse valor mais competitivo é a sua altíssima produção de 150 milhões de metros lineares de tecido por mês. Assim, o valor por metro produzido é bem menor que o de fabricantes menores, o que faz esse preço ser repassado para outros fornecedores, como o seu.

Ou seja, compensa muito mais você negociar com fornecedores direto nesse polo do que procurar empresas secundárias. E isso, principalmente, se você estiver começando sua confecção agora. O segredo é ficar de olho nas melhores oportunidades e não perder dinheiro.

A alta confecção de jeans no polo da indústria têxtil no Agreste Pernambucano

Foto de indústria de costura. O destaque esté em uma mulher vestindo cinza costurando tecido azul marinho.

Indo para o nordeste eu destaco agora as cidades de Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim e Toritama. Juntas, em um processo de poucos anos elas se tornaram o segundo maior polo da indústria têxtil no Brasil, com mais de 800 milhões de peças produzidas todos os anos.

Esta rápida evolução se deu pelos incentivos dos governos estadual e federal, atraindo grandes empresas do segmento e capacitando os moradores da região com o Sebrae.

Cada polo da indústria têxtil se destaca em algum aspecto e tem as suas deficiências em outros. Se em Americana o foco é a fabricação de tecidos, no polo industrial do Agreste Pernambucano você vai encontrar ótimos fornecedores de jeans – tecidos ou peças prontas.

Mas não é qualquer jeans. Eles são conhecidos pela ótima qualidade, refino e inovação (graças aos apoios de entidades para alavancar a economia da região). Tanto que uma preocupação de (quase) todas as fábricas é o Selo ABVTEX. Tamanho empenho fez com que esse polo da indústria têxtil arrecade bilhões todos os anos – em grande parte para a exportação.

Entre os pólos da indústria têxtil o Ceará é o primeiro do Nordeste e terceiro do Brasil

Foto de dois jovens profissionais em uma fábrica de confecção de roupas. Ao fundo várias máquinas de costura

Acabei de falar que se você estiver ou for para o Nordeste e trabalha com jeans o Agreste Pernambucano é o canal. Mas tem outros polos da indústria têxtil na região, e o maior deles é o do ceará… tão grande que engloba 30 municípios próximos à fortaleza – o epicentro deste pólo – e mais 20 de outros estados do nordeste.

O polo têxtil do Ceará tem uma história de mais de 120 anos e contribuiu para a diminuição da miséria na região. Mas se engana quem pensa que lá são empregadas apenas técnicas têxteis tradicionais.

Inclusive, talvez a maior característica deles seja a união dos métodos mais antigos vestuário (tecelagem) com as últimas tecnologias aplicadas (tecidos ecológicos, nanotecnologia, tecnologia empregadas em roupas esportivas…).

O resultado disso é um polo da indústria têxtil extremamente diversificado. Para você ter uma ideia, sugiro ir até a página oficial de principais indústrias têxteis de lá. Entre as maiores há sim fabricação de tecidos em diversos processos mas também palmilhas de calçados, bojos para sutiãs e até fornecedores de embalagens personalizadas e etiquetas integradas à identidade da marca. Lá você vai literalmente encontrar do botão para sua camisa até a peça pronta.

Encontrar fornecedores: locais para comprar peças específicas no Atacado

Várias peças de roupas: um biquíni, calça jeans, camiseta. Também há uma máquina fotográfica e uma lente de aumento.

Até aqui eu selecionei polos da indústria têxtil que, sozinhos, já são responsáveis por boa parte da produção no Brasil – o que facilita bastante nas suas buscas. Com uma só viagem já é possível encontrar fornecedores de tudo o que o seu negócio precisa.

Agora, como sei que a tendência hoje é a especialização de negócios, escolhendo nichos fechados para fugir da saturação do mercado de e-commerces, eu tenho mais algumas dicas para você.

Nesse último momento do texto eu vou separar alguns pólos da indústria têxtil que em volume não competem com o do Ceará e seus 50 municípios, por exemplo. Mas são cidades que possuem tradição na produção e especialização de um só produto.

Listei algumas delas aqui onde você pode ir sem medo que vai encontrar várias opções específicas:

  • Apucarana (PR): Boné;
  • Belo Horizonte (MG): Moda Festa;
  • Borda da Mata (MG): Pijamas;
  • Cabo Frio (RJ): Moda Praia;
  • Franca (SP): Calçados Masculinos;
  • Ibitinga (SP): Bordados;
  • Jaú (SP): Calçados Femininos;
  • Januária (MG): Lingerie;
  • Monte Sião (MG): Moda Tricô; 
  • Nova Friburgo (RJ): Moda Íntima, Praia e Fitness;
  • Pratânia (SP): Couro;
  • Toritama (PE): Jeans.

Agora que você sabe onde estão os melhores polos da indústria têxtil brasileira, com certeza ficou mais fácil encontrar fornecedores que tem a sua cara em meio a 1 milhão de toneladas de tecidos produzidos anualmente no Brasil. Além disso, essa é também uma ótima maneira de economizar diminuindo intermediários entre o seu negócio e a indústria.

Mas não adianta nada você viajar para encontrar ótimos fornecedores à um preço bacana se toda a sua operação é cara, concorda? Felizmente há algumas maneiras de tornar o seu e-commerce ainda mais competitivo e eu listei três delas nesse texto.

Agora a minha última dica é se você não conseguiu encontrar os polos da indústria têxtil que esperava neste post aqui: eu tenho o meu próprio método de como encontrar fornecedores em 5 etapas. Muito mais que os polos da indústria têxtil, depois que ler você vai saber encontrar o parceiro ideal para qualquer tipo de produto. Pode confiar.

Até logo!

Monte seu site hoje com o Amplia