Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O que é Google Shopping? Como vender na plataforma?

Os primeiros passos de uma loja online são os mais animadores, mas também mais complicados porque quase ninguém conhece a sua loja. Nessa fase em qualquer ajuda é bem vinda, mas o que acha de ter um empurrãozinho do Sr. Google?

É aí que entra a relevância do que é Google Shopping como a porta de entrada para expor na maior página de pesquisas do mundo – inclusive de forma gratuita.

Imagina alguém procurar pelo seu produto e ele simplesmente aparecer direto na página de buscas? Mas isso, claro, se você fizer as configurações certinhas e entender os pontos fortes e fracos da plataforma.

É isso o que vamos aprender hoje: o que é Google Shopping, como configurar e o que esperar da ferramenta. Vamos lá?

Baixe o e-book grátis!

O que é Google Shopping?

Se você já procurou por algum produto na internet alguma vez de 2011 pra cá provavelmente já sabe, mesmo que de forma intuitiva, o que é Google Shopping, mas não custa nada reforçar:

O Google Shopping é uma espécie de expositor virtual nativa da página de resultados, onde mostra os produtos correspondentes com foto, preço e tudo. A única diferença entre ele e um marketplace é que o Google Shopping não fecha a venda, apenas redireciona para o site onde o produto está.

Veja nessas telas a busca por “tapete”:

captura de tela de uma pesquisa por "tapete" no Google que mostra como primeiros resultados anúncios de produtos relacionados.

Em uma posição antes mesmo dos conteúdos (inclusive patrocinados) já é possível ver os produtos que mais se destacam na categoria. Agora, clicando na aba “Shopping” é possível ver todos os produtos divulgados:

captura de tela de uma pesquisa por "tapete" no Google Shopping. Nela há anúncios de produtos separados por “patrocinados” e os convencionais.

Além de simples, como você percebeu aqui, descobrir o que é Google Shopping também é extremamente vantajoso!

Um artigo da Smart Insights levantou que entre todos os cliques do Google Ads, ele é responsável por 85,3% dos cliques para o varejo online. E quanto mais cliques, mais conversões.

Como configurar o Google Shopping para a sua loja:

Conhecer o conceito é o pontapé inicial, mas sei que o que você está procurando neste texto do que é Google Shopping, na verdade é como colocar logo seus produtos na plataforma. Acertei? Então vamos lá:

1. Criar uma conta no Merchant Center:

Muita gente acha que para fazer qualquer anúncio relacionado no Google é necessário apenas o Google Ads, mas neste caso não: você vai precisar do Merchant Center.

Ele é uma plataforma também do Google que vai servir para você criar uma lista com todos os produtos que você deseja anunciar no Google Shopping. Se você ainda não possui uma conta, pode criar por esse link.

É bem simples e vai pedir basicamente dados pessoais e algumas informações rasas sobre a loja. Só na hora que perguntarem como quer finalizar os anúncios que você deve colocar “no meu website” para levar os clientes para o seu site.

DicaAmplia: se você tem um negócio local e vende principalmente na sua cidade, também pode aproveitar os conhecimentos do que é Google Shopping deste texto! É só marcar também a opção “em loja física”. Assim os anúncios serão direcionados para o seu endereço e telefone de contato.

Outra coisa importante é que terá uma parte em que eles perguntarão sobre pagamentos e há apenas duas opções. Se você não trabalha com elas, pode deixar em branco que não tem problema, ok?

captura de tela do processo de cadastro no Google Shopping. Há as logos de shopify e Paypal com um quadrado de marcação ao lado.

2. Reivindicar o seu site

Além de você, muita gente também sabe o que é Google Shopping, muitos deles maliciosos. Então, por questão de segurança, é necessário que você confirme que o site em que está trabalhando é realmente seu – se não fizer não terá como prosseguir.

Para isso, após o cadastro vai aparecer uma tarja indicando algumas pendências no seu cadastro. Tudo bem, você não fez nada de errado. É só clicar em “corrigir”.

captura de tela de parte da tela inicial do Merchant Center. Há um alerta para verificar e reivindicar o site da loja.

Depois disso aparecerá uma caixa para inserir o endereço do seu site (https://www…). Feito isso, aparecem algumas opções para mostrar que você é uma pessoa autorizada a trabalhar com o site:

  • Verificar – (HTML, Gerenciador de Tags ou acessando o Analytics). O
  • Reivindicar: associar o site à sua conta do Merchant

3. Inserindo os produtos

Finalmente estamos bem perto de consolidar o que é Google Shopping e criar sua conta!

No dashboard do seu site clique na opção “produtos” da aba lateral. Nessa hora ter um e-commerce a partir de uma plataforma é ideal porque é basicamente sincronizar os seus dados com a opção “fazer upload de vários produtos”.

Se esse não é o seu caso, terá que inserir todas as informações (nome, SKU, descrição…) de produto por produto.

Vou considerar que você vende online com o Amplia Vendas e escolher a primeira opção.

captura de tela da tela “produtos” do Merchant Center. Nela há duas opções “adicionar um único produto” e “fazer upload de vários produtos”.

4. Escolhendo método se sincronização de produtos

Vendendo com o Amplia ou em qualquer outra plataforma de e-commerces, colocar em prática o que é Google Shopping é bem mais fácil porque você pode escolher a opção “busca programada”.

A maioria das plataformas permitem você sincronizar dados automaticamente no Google Shopping. Nesse caso, tudo o que tem a fazer é configurar a frequência de busca e atualização que deseja.

Com as outras você deverá alterar mensalmente ou pior, sempre que inserir um novo produto no seu portfólio.

captura de tela da tela “configurar feed e conectar dados” do Merchant Center. Nela há quatro opções,entre elas, a “busca avançada” está marcada.

6. O seu anúncio grátis está pronto!

captura de tela da tela de anúncios do Merchant Center.

Agora sim você já sabe o que é Google Shopping e tem tudo o que precisa para criar os seus anúncios de forma gratuita! Isso é ótimo e você já está à frente de muitos negócios.

Agora, se quiser que o seu produto apareça como patrocinado é só vincular a sua conta do Google Shopping à do Ads: vá no “ícone ferramenta” do topo da página e clique em “vincular contas”.

Dicas para destacar a sua operação:

Se você já leu algum outro texto meu, viu que eu não me contento com o básico. Por isso, além de te mostrar o que é Google Shopping, também vou dar algumas dicas que, com o que eu sei, vão aumentar ainda mais os seus resultados:

Escolha produtos de nicho:

A minha primeira dica é exclusivamente para quem ainda não tem um e-commerce ou então está satisfeito com o seu e quer mudar de nicho. É bem mais complicado vender produtos “comuns” porque você vai estar competindo com grandes grandes players do segmento.

No caso de tapetes mesmo, que foi o que eu utilizei, há nomes como Riachuelo e Dafiti. Não seria mais fácil algo mais específico como “tapetes de crochê”, por exemplo?

Nem anúncios patrocinados tem. Veja só:

 captura de tela da tela de uma pesquisa no Google Shopping por “tapete de crochê” onde alguns produtos são mostrados.

Quanto mais nichado for seu produto, mais facilidade você vai ter na competição. E tem outra: nichos podem ser criados com SEO. Veja mais:

Trabalhe técnicas de SEO

Tanto em um e-commerce que vende produtos mais concorridos e mesmo entre os de nicho, é fundamental que você entenda como o algoritmo do Google trabalha para privilegiar algumas lojas e penalizar outras.

Isso é importante não só para quem procura saber o que é Google Shopping e utilizá-lo, mas para todo mundo que tem um negócio na Internet! Você deve se atentar em dois pontos:

  • Configuração do site: o site precisa de aparecer certinho em um computador ou celular, ser rápido – carregar totalmente a página em até 3 segundos e não possuir muitos e possuir registros de segurança. Tudo isso envolve um site responsivo. Veja aqui como configurar o seu.

  • Regras de conteúdo: você já sabe o que é Google Shopping, mas para fazer bem não preencha as informações dos seus produtos apenas como protocolo. Crie títulos e descrições que engaje o seu público e o Google te favorece. Para isso, é essencial que você leia o meu guia completo de pesquisa de palavras-chave para e-commerce.

Tenha boas fotos:

Um dos principais trunfos de dominar o que é Google Shopping é a possibilidade de encantar o seu cliente com imagens, e não apenas com um anúncio frio padrão. Mas em contrapartida, se as suas fotos não forem atraentes, vão acabar tendo um efeito reverso.

É aí que entro em um paradigma: o que é uma boa foto? Se as imagens chamam a atenção por algo subjetivo, existem técnicas para tirá-las?

Sim, existem. E quando eu falo sobre fotos técnicas, não estou relacionando a fotos super produzidas. Com um celular mesmo que tenha mais de 13MP de resolução já é possível ter um resultado bem interessante.

Agora, falar sobre técnicas de fotografias em um texto sobre o que é Google Shopping acho que já é extrapolar os assuntos. Mas se você tiver interesse, leia um texto bem completo que eu tenho sobre como tirar fotos para loja virtual. Garanto que vai te ajudar bastante.

Te encontro lá!

Monte seu site hoje com o Amplia