Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Entrega por Correios ou Transportadora?

E aí, Correios ou transportadora? Essa é uma das perguntas mais comuns, mas uma decisão difícil de se tomar em um e-commerce, até porque não existe um ideal que concilie entrega rápida e baixo custo para todos os tipos de negócios e produtos.

O que acontece é que cada método tem suas particularidades que funciona melhor em determinada situação. E, como de costume, vou te mostrar todas elas para você tomar a melhor decisão.

Vamos lá?

Baixe o e-book grátis!

Os Correios

Caminhão amarelo com logo do Sedex utilizado pelos Correios.

Sem dúvidas, os Correios têm como maior trunfo a credibilidade que uma estatal com mais de 50 anos pode oferecer, atendendo a nível nacional e com várias modalidades e pacotes de vantagens para e-commerces.

No entanto, por ser uma empresa pública, pode se preparar que as burocracias também serão maiores – além de algumas regras de restrições que vou abordar ao longo deste texto.

Pensando no seu cliente, com certeza, ele fica mais seguro sabendo que a sua entrega vai chegar por uma empresa que ele conhece e que, inclusive, foi eleita a melhor empresa de entregas de 2017 no prêmio “100 Melhores Empresas em Satisfação do Cliente”, do Instituto MESC.

No entanto, com tantas greves e restrições, essa imagem tem sido afetada, tanto em órgãos como o PROCON quanto no Reclame Aqui, principalmente em períodos de grande movimento, como a Black Friday.

#DicaAmplia: outro dos diferenciais dos correios é o chamado “mão própria”, quando apenas o destinatário indicado pode fazer a retirada. Isso evita os enganos e fraudes no transporte. Veja aqui o que é o Mão Própria dos Correios e como pedir.

As transportadoras:

Motorista de empresa de entregas em seu pequeno caminhão olhando o endereço de destino de uma caixa a ser entregue.

Por se tratar de uma empresa privada que presta um serviço, é mais difícil fazer o comparativo entre correios ou transportadoras de modo geral, porque cada uma possui suas regras internas.

O que eu posso dizer da minha experiência lidando com algumas delas é que, geralmente, as transportadoras são bem menos burocráticas. Em contrapartida, também possuem uma estrutura mais simples, com cobertura apenas em algumas regiões estratégicas e com menos modalidades.

Apesar disso, a maioria delas também fazem contrato para e-commerces. Agora, se compensa ou não é uma discussão que vou ter com você a seguir. Continue a leitura!

Correios ou transportadoras? – Contratos de serviço

Mão segurando uma caneta, prestes a assinar um contrato que está sobre uma mesa de madeira. Há também um óculos sobre a mesa.

Agora que você já foi devidamente apresentado à visão geral que eu tenho de cada um dos métodos, vamos seguir com a minha indicação para todas as situações que você pode vivenciar aí no seu e-commerce.

Os correios ou transportadoras conseguem firmar um contrato no qual você se compromete a fazer ao menos X envios ou gastar um determinado valor por mês e em troca disso eles te dão benefícios.

A maioria dessas vantagens é relacionada a descontos, mas também podem incluir pagamentos quinzenais ou mensais (você acumula os pedidos no período e só paga na data marcada) e até coleta programada, quando eles retiram a mercadoria na sua casa.

#DicaAmplia: muita gente confunde contratos de serviço com frete fixo nos Correios, quando você paga um valor tabelado por qualquer envio. Para esclarecer o assunto, eu fiz um texto que discute se existe frete fixo nos Correios.

Correios ou transportadora, quem ganha?

No quesito contratos, os Correios ganham porque contam com duas modalidades:

  • O “Correios Fácil”, em que você só faz um cadastro no site e já ganha benefícios gastando a partir de R$1.000,00/mês;

  • Os contratos nas próprias agências – e aqui eles vão querer te agradar para que você envie só com eles. Nesse sentido, as franquias costumam ajudar mais que as próprias agências por terem metas.

Mas em relação às transportadoras, eu acho mais complicado você firmar um contrato com elas porque, salvo raras exceções como a TNT ou a JadLog, que conseguem entregar em todo o Brasil, a maioria delas entregam apenas em algumas regiões.

Isso quer dizer que, já que o seu e-commerce vai precisar enviar para vários lugares, pode ser que você precise contratar várias transportadoras diferentes. Com esse envio dividido entre várias empresas, pode não ser atingida a quantidade mínima de envios para firmar contrato com cada uma delas.

Para cada tamanho de produto

Caixas de diversos tamanhos na carroceria fechada de um caminhão.

Talvez esse seja o tópico mais relacionado ao seu nicho de produto e, infelizmente, o mais fácil de decidir entre Correios ou Transportadora.

Isso porque, na maioria das vezes, você nem tem muito o direito de escolher. É um ou outro – é extremamente inviável enviar pequenas encomendas pelas transportadoras e os Correios nem aceitam levar uma encomenda muito grande.

Vou te explicar melhor:

Se você vende produtos pequenos

Você deve ter em mente que transportadoras não contam com vários centros de distribuição, uma frota tão grande e nem atende a tantos pedidos quanto os Correios.

Pensando na realidade delas, muitas vezes, viajar até uma cidade bem pequena para transportar apenas uma camiseta ou um celular compensa. Então é comum eles cobrarem uma “taxa extra”, além do valor do frete, para cobrir esse custo.

Nesse caso, na disputa entre Correios ou transportadora, a estatal ganha por contar com o PAC Mini, sendo possível pagar mais barato para produtos de até 300g.

Se você vende produtos maiores

Agora, se você vende móveis, eletrodomésticos ou qualquer produto que pese mais que 30kg para Sedex ou 50kg para PAC, corre o grande risco de eles nem aceitarem transportar o seu produto. Então você nem tem a opção de escolher entre Correios ou transportadora.

Já para encomendas que, mesmo respeitando o limite de peso, ultrapasse 70 cm em alguma de suas medidas (altura, largura ou profundidade) ou tenha embalagens cilíndricas, será cobrada uma taxa de R$79,00.

Bom, nesse caso, não restam dúvidas de que as transportadoras são mais recomendadas.

EXTRA: Produtos restritos:

Além do peso e tamanho dos produtos, ao escolher entre Correios ou transportadora, há diversos produtos que eles não transportam (plantas vivas, dinheiro…) ou então transportam com restrições (alimentos, cosméticos líquidos, bebidas alcóolicas…). A lista completa está aqui.

Então, mais uma vez, você não terá outra escolha a não ser optar pelas transportadoras.

Em relação ao prazo e preço

Eu deixei o tópico mais esperado para o final – e talvez ele tenha mais peso na sua decisão de escolher entre Correios ou transportadora. Estou falando do preço para cada envio.

De modo geral, os prazos e preço do frete são bem similares entre Correios ou Transportadora a não ser em quatro situações:

  • Quando você tiver algum contrato com os Correios ou transportadora deverá optar por eles;

  • Quando produtos não são muito pequenos transportadoras cobram à parte ou muito grandes os Correios não transportam;

  • Quando o envio é para a mesma cidade ou lugares próximos, as transportadoras locais tendem a ser mais baratas que os correios;

  • Quando você paga a mais para receber o produto antes, o preço será proporcional ao prazo de antecedência no Sedex 10, por exemplo.

Com essas exceções, vou fazer uma simulação no site Melhor Envio de uma caixa de sapatos padrão (10cmX19cmX31cm) de São Paulo para Curitiba para você entender que as entregas por Correios ou Transportadora são parecidas:

Captura de tela de comparativo de preço e prazo para entrega de uma encomenda pelos correios e algumas transportadoras feito através do Melhor Envio.

Como eu quis te mostrar ao longo de toda essa lista, não dá para escolher entre Correios ou transportadora apenas com base em um dado ou outro.

Você deve olhar vários desses quesitos e encontrar os prós e contras de cada um. Inclusive, você pode pensar na possibilidade de um esquema misto, utilizando o melhor para cada tipo de produto que você for enviar.

Na verdade, não só ao escolher entre Correios ou transportadoras, mas em qualquer decisão do seu e-commerce, a chave para o sucesso é encontrar oportunidades de oferecer a melhor experiência ao seu cliente com o menor custo possível para você.

Nessa tarefa, você pode começar economizando com medidas simples em pontos chave do negócio. Para isso, veja como economizar no e-commerce? Estoque, embalagem e envio.

Te vejo no próximo texto!

Monte seu site hoje com o Amplia