Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Minha loja virtual não vende! O que fazer?

Deixa eu adivinhar: você também ficou impressionado com os números do e-commerce nos últimos tempos, achou que seria simples abrir um e agora está com dificuldades porque sua loja virtual não vende?

Acredite, você não está sozinho nessa. Eu mesmo já ouvi essa história de loja virtual que não vende mais vezes do que eu queria. Para você ter uma ideia, uma pesquisa do SEBRAE mostrou que 60% das empresas online fecham no primeiro ano – e a maioria são os pequenos negócios, assim como o seu (ou você viu os gigantes do e-commerce reclamando de faturamento?).

Para te ajudar a entender porque a sua loja virtual não vende, eu consegui identificar alguns padrões em todas as empresas que conheci nessa situação e listei os mais comuns para compartilhar neste texto com você.

Vamos lá?

Baixe o e-book grátis!

1. Competição muito grande

Tabuleiro de xadrez com peças brancas e pretas. Os cavalos estão à frente, fazendo uma analogia à competição nos negócios.

Sabe aquela ideia de aproveitar o cenário positivo para criar a sua loja virtual? Pois então, muita gente pensou o mesmo que você – e já colocou suas ideias em prática bem antes.

Basicamente, a cada boom do e-commerce, mais pessoas entram pra vender. E quanto mais lojas, mais saturado o mercado vai ficando.

Por mais que essa ideia de que é só abrir a loja e esperar as pessoas comprarem seja bem animadora, infelizmente nós dois sabemos que não é bem assim que funciona.

Nesse sentido, o principal problema que faz loja virtual não vender é a escolha pelo produto errado ou outro ainda mais frustrante: começar com o produto certo, mas no lugar errado, onde se destacar é mais difícil. Vou te explicar melhor:

Vender produtos muito populares: sinônimo de loja virtual que não vende

“Mas, Leão, não é mais fácil eu vender aquilo que todo mundo já está vendendo?” Não! Todo mundo já está vendendo e consolidado, então para sua loja virtual vender, você precisa começar já com um investimento em marketing, Facebook Ads, etc.

Sozinha, “na raça”, é bem provável que a sua loja virtual não venda.

Veja duas situações:

    • Produtos genéricos: se você vende produtos que todo mundo compra, mas sem nenhuma diferenciação, como “camisa social”, dificilmente vai conseguir se destacar, porque já tem alguns milhares de e-commerces que dominam esse mercado.

 

  • Marcas reconhecidas para revender:ah, então eu vou fazer um nicho e vender apenas “camisa social Dudalina”. Este também não é um bom caminho para loja virtual que não vende, porque você está indo para o lado errado, que é justamente onde estão os grandes – como a Dafiti e o próprio e-commerce da marca.

Nessas disputas, é praticamente impossível competir com grandes marketplaces justamente porque eles tem o nome bem mais forte no mercado que o seu, além de um investimento astronômico em anúncios.

Se você trabalha com esse tipo de produto, é bem provável que a sua loja virtual não vende por isso. Mas ainda há uma alternativa…

#DicaAmplia: se de todo jeito você quer seguir com esse caminho, então não tente competir e sim junte-se a eles! Anunciando seus produtos genéricos ou com marcas reconhecidas nos marketplaces você não vai competir e sim fazer os marketplaces trabalharem para o seu negócio. Para te ajudar a escolher o melhor, veja meu review dos melhores marketplaces.

Vender produtos de nicho: uma ótima saída para começar

Sim. E-commerces são ótimos lugares para vender produtos de nicho.

Se você vender apenas “camisas de linho”, “camisas em tecido ecológico” ou “camisas para smoking”, por exemplo, você vai atingir menos pessoas. Mas, por outro lado, será mais fácil se tornar referência, porque menos lojas estão na concorrência.

E outra: a recompra é muito maior. Com produtos nichados e que requerem uma compra recorrente, se você oferece um bom serviço, qualidade e atendimento ótimos, é mais fácil seu cliente preferir você do que procurar outra loja que ele nunca viu na vida.

Com isso estão resolvidos todos os problemas do porquê a sua loja virtual não vende? Não, mas é como se você tivesse duas filas à sua frente, uma com milhares de pessoas e outra com algumas dezenas. Em qual você vai entrar?

#DicaAmplia: Mas é preciso muito cuidado e estudo para escolher um nicho ideal. Muita gente nem sabe se realmente há demanda por determinado tipo de produto e acaba também fracassando. Para te ajudar na escolha, basta ler meu texto sobre as tendências de mercado: o que vender na internet?

Baixo investimento em mídias pagas

Notebook em uma mesa. Na tela é possível identificar gráficos e resultados de um gerenciador de campanhas.

Por mais que sejam menos concorrentes vendendo em nichos, você não estará livre da competição. Principalmente agora, com seu e-commerce dando os primeiros passos, é natural começar a jornada no último lugar da fila.

Eu preciso falar também que quase ninguém nem sabe da existência da sua loja. Sem conhecer, ninguém irá visitar, e sem visitas a sua loja virtual não vende. É uma reação em cadeia.

Para aumentar os acessos do seu site a curto prazo não tem outro jeito a não ser investir em mídias pagas. Utilizando Google Ads e Facebook Ads é como se você estivesse “furando a fila”, passando na frente de um monte de concorrentes e deixando para trás essa história de loja virtual que não vende.

#DicaAmplia: Não sabe como fazer anúncio nas principais canais? Eu já fiz um texto mostrando como funciona o Google Ads, Facebook Ads, Integram Ads e ainda como fazer campanhas de remarketing.

3. Reconhecimento de Marca

Mão colocando um dardo no ponto central de um alvo.

Você conseguiu levar as pessoas para o seu site, mas ainda assim a sua loja virtual não vende? É porque o seu cliente ainda não comprou a ideia ou não se sente seguro para comprar na sua loja.

Em geral, a taxa de conversão dos e-commerces no Brasil é de 1,33%. Ou seja, a cada 1000 visitas, se você não conseguir vender para 13 pessoas é bem provável que esteja com problemas.

A respeito disso, algumas coisas explicam porque sua loja virtual não vende:

    1. Branding: você criou um site bem bonito, mas será que ele tem a cara do seu cliente? Nesse exemplo das camisas, se você escolheu um nicho mais sério, o seu site também precisa ser sóbrio e com uma linguagem mais formal. Agora, se você vende camisas estampadas com um ar mais descontraído, o posicionamento para com o público também precisa ser outro.

 

    1. Segurança: pode ser que o seu cliente ainda não esteja confortável em comprar de uma loja que ele nunca viu na vida. Para ter um reconhecimento sério, você precisa pensar em inserir um “selo e-bit de segurança” e dar atenção para a página “quem somos” do seu site, mostrando a história e propósitos da marca.

 

  1. Conteúdo: com essa estratégia você vai passar de uma loja virtual que não vende para se tornar referência no seu nicho! Estou falando dos blogs que vão aumentar e muito o seu reconhecimento de marca, além de trazer mais tráfego para o seu site.

#DicaAmplia: ter um blog dá muito resultado e não gasta quase nada, mas leva um certo tempo e dedicação para dar resultados. Se você quer se aventurar pelo marketing de conteúdo veja como começar um blog no e-commerce.

4. Baixa recompra

Notebook e caixas para envio sobre uma mesa branca. Em cima das caixas há um óculos de grau

Até aqui eu te mostrei como fazer para levar clientes até o seu site e converter as vendas. Você já viu que essas etapas vão te custar um bom tempo, trabalho e também dinheiro. Então, o segredo é não jogar todo esse investimento fora.

Falo isso porque identifiquei que quando uma loja virtual não vende, na maioria das vezes, é porque o e-commerce não está conseguindo segurar os seus clientes após o primeiro pedido. Aí todo esse investimento para fechar uma única venda não compensa.

Se você também identificou que a maioria dos seus clientes estão vindo de primeiras compras, algumas medidas a serem tomadas são:

    1. Precificação incorreta: você teve algum reajuste de preços nos últimos tempos? Deu uma pesquisada no valor cobrado pelos concorrentes pelo mesmo produto? Se o seu estiver muito fora do padrão de mercado, com certeza terá que refazer a sua precificação. Para saber o valor mínimo que pode ser cobrado, veja como calcular o mark-up de cada produto do site.

 

    1. Atendimento pós-venda: se o seu cliente não voltou, provavelmente é porque ele ficou insatisfeito com alguma coisa. Levando em conta que você vende um bom produto, então provavelmente pecou no pós-venda. Para que isso não se repita e você saia dessa sina de virtual que não vende, leia sobre atendimento pós venda: tudo o que você precisa saber.

 

    1. Recomendações: Você pode incentivar a compra de novas produtos com o cross sell, que é mostrar recomendações de produtos complementares. Isso pode ser feito tanto com um e-mail como uma plataforma como a Smarthint, que faz isso dentro da própria página do produto. Para entender melhor se esse é um investimento possível veja o que é o Smarthint, se é caro e o que a plataforma faz.

 

  1. Cupons de Desconto: vouchers são bem úteis para resgatar aqueles clientes que há tempos não aparecem. Para isso você pode segmentar e-mail para “clientes que não compram há X meses” ou então oferecer benefícios para clientes recorrentes, como um sistema de pontuação.

5. Ter um site ruim

Homem em frente a um notebook com expressão facial de confuso.

Você já verificou que o seu produto atende a um nicho interessante, tratou de alavancar a sua marca e está trabalhando em uma estratégia para a retenção de clientes. Ainda assim, a sua loja virtual não vende? Então o problema só pode estar no seu site.

Nesse caso, diversos problemas podem estar acontecendo, principalmente se você tem um e-commerce criado do zero com a ajuda de um programador.

Os mais recorrentes e que você precisa dar uma olhada são:

    1. Site lento: um dos motivos de uma loja virtual não vender é o tempo de resposta ideal para qualquer site é de, no máximo, 3 segundos. Depois disso, o próprio Google já informou que a sua taxa de conversão pode cair 20% a cada segundo;

 

    1. Site não responsivo: 90% dos brasileiros com acesso à internet pelo celular compram online. Apenas este número já te mostra que sem um site que abra perfeitamente em qualquer tipo de aparelho, com certeza a loja virtual não vende;

 

  1. Página de checkout ruim: esse sem dúvidas é um grande problema que vai fazer a sua loja virtual não vender. Se a página de compra tiver muitas etapas, demorar para carregar, não oferecer várias opções de pagamento ou não passar segurança, com certeza você vai fazer parte dos 82% das compras no Brasil que tem carrinho abandonado.

Se você suspeita de algum desses problemas (ou todos), tenho uma boa e uma má notícia: a ruim é que provavelmente você terá que procurar um especialista em programação para fazer todas as alterações necessárias. Isso provavelmente não vai sair barato e levará algumas semanas ou até meses, dependendo da complexidade do caso.

A boa notícia é que você pode ter uma plataforma novinha aqui no Amplia Vendas, totalmente completa, com a cara do seu negócio e pronta para começar a vender hoje mesmo! Assim, ao menos em relação à plataforma, você nunca mais terá que se preocupar em entender porquê a sua loja virtual não vende.

Então, o que acha? Se ainda tem alguma dúvida, veja como vender online com o Amplia Vendas. É muito fácil!

Monte seu site hoje com o Amplia