Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Datas comemorativas para vender em cada segmento

Se tem algo em que somos bons é em aproveitar – e até criar – um calendário sazonal de datas comemorativas para vender mais. O ano está cheio delas, deixando o seu público mais aberto a comprar, seja para presentear ou simplesmente aproveitar as ofertas.

Mas não é só esperar o próximo feriado e pronto. É preciso planejar. Aí é que entra a importância de elaborar um calendário sazonal de acordo com a realidade do seu e-commerce.

Vender muito em datas comemorativas é uma questão de preparo. Quem se prepara antes, vende mais. Mas mesmo as datas que estão próximas, ainda dá pra você fazer alguma coisa, desde que saiba o que vender.

Baixe o e-book grátis!

Hoje vou falar sobre esses dois pontos: quais as melhores datas comemorativas e quais as melhores oportunidades para cada segmento inserir em seu calendário sazonal. Veja só:

As datas comemorativas ao longo do ano:

mãos femininas segurando um planner com uma mão e escrevendo dele com a outra. A agenda está apoiada em seu colo.

Você precisa necessariamente criar campanhas para todas elas? Claro que não! É justamente aí que vem a necessidade de criar um calendário sazonal alinhado com o tipo de produto que você vende e quem são esses compradores. Feito isso, você vai ver como fica mais fácil escolher qual data comemorativa investir.

Veja quantas oportunidades temos – algumas mais difundidas e outras menos:

  • 30/01 – Dia da saudade;
  • 14/02 – Valentine´s day;
  • 16/02 – Carnaval;
  • 08/03 – Dia Internacional das Mulheres;
  • 15/03 – Dia do consumidor;
  • 20/03 – Dia mundial sem carne;
  • 04/04 – Páscoa;
  • 23/04 – Dia mundial do livro;
  • 26/04 – Dia do frete grátis;
  • 01/05 – Dia do trabalho;
  • 21/05 – Dia do afilhado;
  • 25/05 – Dia do orgulho nerd;
  • 09/05 – Dia das mães;
  • 12/06 – Dia dos namorados;
  • 24/06 – Dia de São João;
  • 28/06 – Dia o orgulho LGBTQIA+;
  • 13/07 – Dia mundial do rock;
  • 26/07 – Dia dos avós;
  • 30/07 – Dia da amizade;
  • 04/08 – Dia mundial dos animais;
  • 09/08 – Dia dos pais;
  • 15/08 – Dia dos solteiros / Dia da informática;
  • Início de setembro – Semana do Brasil
  • 07/09 – Independência do Brasil;
  • 15/09 – Dia do cliente;
  • 12/10 – Dia das crianças;
  • Última sexta-feira de novembro – Black Friday;
  • 25/12 – Natal;
  • 31/12 – Véspera de Ano Novo.

Há ainda aquelas datas comemorativas exclusivas para cada profissão ou atividade, como o dia do esportista (19/02), dia do decorador (30/05) e por aí vai. Elas são inúmeras e funcionam muito bem para negócios de nicho, então sugiro dar uma pesquisada.

Por outro lado, temos outras que são verdadeiros “coringas”. Mas não é por isso que você não deve dar um toque de personalidade à elas de acordo com o seu segmento. Entre elas, eu destaco as seguintes datas comemorativas e ações que você pode programar em seu calendário sazonal:

Datas comemorativas para agregar valor

É o tipo clássico de datas comemorativas: aquelas em que o sentimento fala mais alto e todos os olhos se viram para uma pessoa ou causa especial. Esta é a oportunidade perfeita para você dar ainda mais significado aos seus produtos e poder aumentar o valor agregado em cada um deles, seja qual for o seu segmento.

Para incentivar o seu calendário sazonal, veja alguns resultados para o e-commerce de 2020:

Dia das Mães – 09 de maio

Faturamento de R$6,02 bilhões no período que antecede à data, segundo relatório da Social Miner. Os segmentos que mais venderam foram:

  • Beleza: 42,1%
  • Eletrônicos e Informática: 34,475%
  • Moda e acessórios: 7,66%

Dia dos Namorados – 12 de junho

Foram alcançados R$6,45 bilhões entre 28 de maio e 12 de junho, ainda de acordo com a Social Miner.

O que mais chama atenção aqui é o ticket médio de R$406,67 – para se ter uma noção, o do dia das mães foi de R$120,00.

Os segmentos-estrela foram:

  • Moda e Acessórios
  • Artigos para Casa
  • Beleza & Perfumaria
  • Informática & Câmeras

Dia dos pais

Acumulou R$ 3,5 bilhões em 2020, segundo a Ebit|Nielsen. Para Social Miner, os produtos mais requisitados na data comemorativa foram:

  • Moda e acessórios (46,9%);
  • Eletrônicos e Informática (28,6%);
  • Alimentos (17,4%);
  • Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos (16,8%);
  • Beleza (15,9%);

Mas como agregar valor ao seu produto em datas comemorativas?

Agora entramos na velha questão de aliar a oportunidade de venda à uma estratégia para maximizar resultados. Existem várias e podem ir tão longe quanto a sua criatividade permitir.

Tenho algumas inspirações para você implementar no seu calendário sazonal:

Kits comemorativos

É a forma mais fácil de agregar valor ao seu produto e de quebra ainda rotacionar aqueles que você tenha parado aí no estoque. Principalmente no caso do e-commerce alimentar e supermercados online que trabalham com perecíveis.

A busca por eles cresce ano a ano, veja o exemplo do Dia dos Namorados:

captura de tela de uma busca no google trends pelo termo “kit dia dos naorados”, mostrando uma procura crescente ao longo dos anos.

Tudo o que você precisa fazer é escolher itens complementares, colocar em uma embalagem decorativa bem especial e desbravar o seu calendário sazonal:

  • Vinho (R$50,00) + saca-rolhas (R$10,00) + 2 taças (R$8,00) | Valor cobrado = R$ 129,00
  • Batom (R$15,00) + Pó compacto (R$30) + Delineador (25,00) | Valor cobrado = R$100,00
  • Brinco (R$25,00) + Corrente + (R$40,00) + Pingente filho ou coração (R$30,00) | Valor cobrado = R$ 120,00

#DicaAmplia: não sabe onde encontrar embalagens diferenciadas para criar os seus kits? Eu posso te ajudar! Reuni em um só texto 17 fornecedores de embalagens personalizadas para e-commerce.

Itens personalizados

Outra figurinha carimbada entre os presentes para datas comemorativas são os presentes personalizados.

Podem ser camisetas ao estilo “tal pai/mãe, tal filho”, nomes, mensagens grifadas em produtos… isso agrega fácil até 50% no valor do produto pelo sentimento, mas exige uma preparação maior no ao determinar o cronograma do seu calendário sazonal pelo tempo de customização.

Datas de ofertas, ou “feriados de consumo”

foto de mulher segurando apoiando os cotovelos em uma mesa. Ela segura seu celular com uma mão e um cartão de crédito com a outra.

Se o segredo para o sucesso nas datas comemorativas que agregam valor é o lado emocional, há outros dias que foram criados exclusivamente para atingir o lado racional do seu cliente.

Essas datas não são exatamente comemorações, mas também devem estar no seu calendário sazonal.

Aqui você não vai agregar valor, mas vai vender muito criando condições incríveis para que o consumidor nem pense duas vezes antes de aproveitar as ofertas. O exemplo mais prático disso está no meu texto sobre como foram as vendas na Black Friday 2020, onde levantei que foram vendidos 8,202 bilhões em todo o período.

Mas várias outras vêm ganhando o seu espaço no calendário sazonal. Entre elas eu destaco:

  • Dia/semana do consumidor: por ser comemorado no meio de março, no ano passado caiu bem na explosão da pandemia por aqui. Mesmo assim conseguiu faturar 1,174 bilhão, segundo dados da e-bit;

  • Semana do Brasil: recebendo o incentivo do governo federal para ser a “black Friday brasileira”, a edição do ano passado conseguiu movimentar R$ 2,3 bilhões para o e-commerce, aponta a Cielo.

Como conseguir oferecer descontos?

Essas datas comemorativas costumam deixar o seu cliente alerta por um bom tempo, fazendo pesquisas e acompanhando os preços por um bom tempo antes de fechar a compra.

Isso quer dizer que você só vai vender se realmente entregar alguma vantagem a ele.

É por isso que o calendário sazonal deve ser feito com certa antecedência, para dar tempo de pensar sobre algumas medidas como:

  • Saber quanto dar de desconto: não adianta você dar descontos incríveis se o valor que você estiver cobrando for menos que os gastos que você tem na operação. Para isso é preciso calcular todos os seus custos fixos e variáveis, descobrindo assim o valor mínimo cobrado. Calma que não é nada muito complicado, no meu texto de Como calcular o mark-up de cada produto do site eu te ensino a aplicação;

  • Descontos progressivos: vou supor que, ao elaborar o calendário sazonal, você determinou que pode dar um desconto de até 30% em seus produtos. Mas você não fará isso! Dê descontos de 5% para a primeira peça, 15% para quem comprar duas e 35% para quem comprar 4 ou mais. Isso vai aumentar muito a sua venda!

  • Pense em outras alternativas: viu que não pode dar um desconto muito grande nos produtos? Use a criatividade! Ofereça brindes (em quase todos os segmentos você consegue uma parceria com seus próprios fornecedores), ofereça frete grátis ou parcelamento em mais vezes sem juros que seja.

Datas de consumo para nichos

A última categoria de datas comemorativas que precisam estar no seu calendário sazonal é também aquela mais esquecida pela maioria dos e-commerces que não trabalham com nichos. São aquelas datas que vendem muito de um segmento só.

Uma loja de fantasias e acessórios, por exemplo, com certeza vai desbravar bastante o Carnaval, mas no geral, poucas lojas fazem algo além de um cupom de 10% ou frete grátis.

Ressignificar essas datas comemorativas é a dica que eu te dou aqui. O que acha de criar campanhas de itens para decoração para o “bloco dos que vão ficar em casa”, “roupas frescas para curtir o carnaval” ou “itens de esportes para quem vai acampar no feriado”?

foto de carrinho de compras em miniaturas, ovos brancos, coloridos e laços cor-de-rosa. O fundo segue o mesmo tom.

Um exemplo bem prático disso é a Páscoa de 2019: em pesquisa realizada pela Boa Vista SPC para saber as intenções dos consumidores daquele ano, o chocolate foi sim a escolha mais óbvia.

Mas também, 57% dos entrevistados disseram comprar itens além dele, que poderiam ser outros produtos de alimentação (63%), itens para a casa (21%), lazer/viagem (11%) e brinquedos (5%).

É isso que eu quis te mostrar em todo este texto: expanda a sua mente! Seja qual for o segmento em que o seu e-commerce trabalha, crie um calendário sazonal de datas comemorativas que saia do óbvio. Crie conexões, faça ganchos entre o que há no seu estoque e a data. Você só vai lucrar com isso.

Mas para lucrar, além de vender mais é preciso também diminuir os custos. Esta proporção inversa é possível? Claro que sim! Um negócio escalável de verdade é aquele que aumenta significativamente a sua receita sem grandes influências no que gastar.

Para ver onde pode tirar parte do que é investido sem comprometer a qualidade do que você entrega, leia o meu texto sobre como economizar no e-commerce? Estoque, embalagem e envio.

Te espero lá!

Monte seu site hoje com o Amplia