Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Loja no Instagram precisa de CNPJ? Como vender na rede social

Já te falaram que vender no Instagram é ótimo, não é? Mas como começar? E pensando de um jeito mais prático, loja no Instagram precisa de CNPJ?

As empresas vão onde seus clientes estão. Pensando assim fica fácil entender como o Instagram deixou de ser só uma rede para compartilhar fotos e passou a ser considerada uma plataforma de negócios. Hoje, grandes marcas já fazem ações inteiras para essa mídia social que tem mais de um bilhão de usuários ativos por mês.

Mas disso você já sabe. O que vou te contar hoje está um passo à frente de só criar uma campanha. Para começar a vender na plataforma, o primeiro passo é descobrir se loja no instagram precisa de CNPJ.

Então eu já vou logo te respondendo:

Loja no Instagram NÃO precisa de CNPJ

Duas jovens mulheres de negócios sentadas comemorando com os braços erguidos em frente a um notebook.

Respondendo se loja no Instagram precisa de CNPJ e também te tranquilizando, já te digo logo de cara que não precisa. Essa não é uma exigência da plataforma. Inclusive, você consegue até aceitar cartão de crédito na venda, desde que contrate serviços de pagamento como o PagSeguro ou PayPal.

Não é necessário, mas eu recomendo que você tenha um CNPJ, porque sem ele não tem empresa que cresça. Essa não é uma regra, mas sem CNPJ você não terá um negócio escalável por dois motivos:

1. Problemas com Impostos: sendo pessoa física ou jurídica, você terá que declarar seus ganhos. A margem para uma pessoa física é bem baixa. Então, se tratando de uma loja não regularizada, as tarifas vão ser bem altas e os  problemas com impostos vão começar logo logo. Quanto a sonegar impostos, eu nem preciso mencionar todos os riscos que você estará correndo, não é? 

2. Abastecer a sua loja: comprar no CPF pra revender não compensa. Só com CNPJ é possível comprar de fornecedores que vendem no atacado para empresas. Qualquer outro “atacadista” que vende para CPFs em pequenas quantidades na verdade é apenas um revendedor que fica com parte do seu lucro. Agora, com um CNPJ você consegue acesso a esses distribuidores e de quebra diminui o custo de aquisição. 

#DicaAmplia: sabendo que se para comprar mais barato a sua loja no instagram precisa de CNPJ, só falta descobrir onde encontrar fornecedores. E é o que eu e conto nesse texto

Precisa emitir nota pra vender no Instagram?

Mulher em sua casa preparando um produto para despachar por correio. Ela segura uma Nota Fiscal.

Agora entramos em um outro impasse: além de querer saber se loja no Instagram precisa de CNPJ, provavelmente você também deve estar se perguntando como emitir nota fiscal e enviar os seus produtos para todo o Brasil sem ter um, já que CPF definitivamente não pode emitir uma NF.

A verdade é que há sim uma maneira de vender online sem precisar emitir Nota Fiscal: providenciando uma Declaração de Conteúdo, que pode ser feito por quem tem uma empresa formalizada e inclusive para pessoas físicas também.

Esse registro comprova a procedência do conteúdo da embalagem e pode ser feito pelos Correios ou Transportadora. Assim como na NF, é um serviço que acompanha a mercadoria em todo o seu trajeto.

#DicaAmplia: se você quer adiantar o seu trabalho nos Correios, nesse link o Sebrae disponibiliza uma Declaração de Conteúdo prontinha para você já ir preenchendo.

Mas eu já te adianto que é bem comum que, mesmo com essa declaração, a sua mercadoria fique retida em alguma agência ou que seja até mesmo apreendida na estrada. Claro, você consegue justificar e liberar a encomenda, mas é um transtorno que você precisa estar ciente.

Então, como resolver esse problema?

Eu sei que você procurou saber se loja no Instagram precisa de CNPJ justamente pela economia e para evitar a burocracia. Então, primeiro, sugiro que você abra um MEI para começar a vender pela rede social.

Com ele é possível emitir uma Nota Fiscal e poupar bastante trabalho caso algum produto fique retido. Além disso, ele te dá direito a vários benefícios, como previdência do INSS, abrir contas e pedir empréstimos pagando bem menos e não há taxa de registro.

Para criar um MEI e emitir nota fiscal o procedimento é basicamente esse aqui:

  1. Fazer o cadastro no Sintegra, que é o órgão responsável pelas operações interestaduais;
  2. Baixar o Validador Sintegra e TED;
  3. Configurar de acordo com o seu tipo de empresa e estado de origem;
  4. Ter um sistema ERP que envie relatórios em .txt.

Pronto! Sempre que for necessário é só fazer a relação dos seus produtos direto do sistema ERP que a emissão de NF-e. Sem contar que os seus registros junto à Secretaria da Fazenda são declarados automaticamente.

Claro, esse passo a passo sobre como o Sintegra funciona é bem simplório, até porque o intuito desse texto é te esclarecer se loja no Instagram precisa de CNPJ. Mas se você ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto, leia esse texto que é bem mais aprofundado.

Finalmente: como vender na rede social

Mão segurando um celular. Na tela, uma loja no Instagram que vende batons.

Espero que até aqui eu tenha te ajudado não só a descobrir se loja no Instagram precisa de CNPJ, mas também que ser uma empresa formal é a melhor escolha para o que você pretende fazer.

Mas de qualquer forma, com um registro ou não, vou te mostrar agora como vender com o Instagram:

1. Crie uma nova conta Comercial: além de ser o primeiro passo para ter uma loja no Instagram, um perfil de empresa te fornece métricas de desempenho, insights e permite impulsionar publicações. Para ter tudo isso basta criar um perfil novo >> clicar sobre os três pontinhos >> configurações >> “alterar para conta comercial”;

2. Sincronizar com um Catálogo de Produtos ou Loja Virtual no Facebook: com o Instagram você encurta a jornada do seu cliente, fazendo o check-out por ali mesmo. Mas saiba que ele apenas direciona as vendas dos produtos cadastrados no Facebbok. Essa configuração é mais complicadinha, por isso vou te encaminhar para o passo a passo do próprio Facebook, ok?

Bônus: caso você não queira ter uma loja segmentada apenas para o Facebook, onde vende apenas para usuários, não tem engajamento no Google e não chega a mais clientes, você pode linkar os seus produtos direto do seu e-commerce e fechar os pagamentos por lá;

3. Começar a vender: o Facebook leva um tempo para aprovar essa sincronização, mas depois disso é só selecionar o Catálogo de Produtos que você criou no Facebook e pronto. Agora é só escolher uma foto em que o produto desejado apareça.

 Mulher segurando um tablet. Na tela há uma página de termos do Instagram e ela está prestes a clicar em alguma opção.

Em suma é isso: com esse texto eu consegui tirar sua dúvida sobre loja no Instagram precisar de CNPJ te respondendo que não precisa. Mas eu não indico continuar sem esse cadastro porque quero que você tenha um negócio lucrativo, com alto poder de crescimento.

Então, se você quer ter a sua loja no Instagram como sua principal fonte de renda, fazer isso só com um CPF parece uma economia, mas pode te custar ainda mais com impostos e mercadorias de intermediários.

Vender um produto sem Nota Fiscal pode te causar bastante dor de cabeça no transporte e convenhamos que, mesmo com uma Declaração de Conteúdo, comprar algo sem um comprovante fiscal pode causar certa desconfiança e até te fazer perder vendas.

Mas o seu trabalho não acaba por aqui. Além de descobrir se loja no Instagram precisa de CNPJ e saber como criar a sua, ter uma loja na rede social é bem diferente de ter sucesso nas vendas com ela.

É preciso traçar uma estratégia para se destacar e conquistar seus clientes no Instagram, ou então sua página vai passar despercebida. Para isso você, com certeza, vai precisar aprender algumas ferramentas de marketing digital e as principais delas você encontra neste guia.

Te encontro lá!