Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Código EAN: tudo o que ele oferece para o e-commerce

Para ter sucesso de verdade no e-commerce, é preciso enxergar oportunidades em todos os lugares, até mesmo nos menores. Algo simples como o código EAN (o popular código de barras) tem algumas funções que vão além do controle de estoque e podem ajudar bastante uma loja online.

E isso vale tanto para e-commerces focados em revenda quanto para indústrias que estão vendendo seus produtos online. O código EAN oferece vantagens para ambas as lojas em vários aspectos.

Baixe o e-book grátis!

Mas que vantagens são essas? Como o código EAN vai além do básico e tem o potencial de transformar uma operação online? É o que vamos discutir nesse texto. Mas antes vou te explicar certinho do que ele se trata:

Apresentando o código EAN

O Código EAN (European Article Number), como o nome sugere, é o padrão de código de barras criado na Europa e usado em boa parte do mundo.

Usá-lo é garantir a venda para o Brasil inteiro (que usa o EAN) e para todos os outros países que o utilizam – praticamente todos, com exceção dos EUA e Canadá que utilizam o UPC (nesse caso o seu produto deverá conter os dois códigos).

Mas voltando no que é o código EAN: ele é um padrão de 13 dígitos, onde cada grupo deles traz uma informação diferente. Vou te dar um exemplo para mostrar como eles são agrupados:

Um código EAN em o que parece ser uma etiqueta branca. Suas combinações de inúmeras está sinalizadas por cores.
  • Amarelo | 3 primeiros dígitos: país de origem (Brasil é 789)
  • Laranja | 4, 5 ou 6 seguintes: empresa que fabricou o produto (LG é 2999, por exemplo)
  • Rosa | 3, 4 ou 5 seguintes: código do produto
  • Roxo | 1 dígito: modelo 2020

Essa hierarquia faz com que cada produto seja único, o que justifica seu uso obrigatório nas notas fiscais desde 2017 e a sua importância para a empresa, tanto no controle de estoque, quanto nas vendas.

Mas falando nisso…

O código EAN é obrigatório?

Na grande maioria dos marketplaces como B2W, Amazon e Dafiti, sem um código EAN você não consegue nem disponibilizar o seu produto. Essa exigência é compreensível pensando no tamanho da operação que inclui controle interno, transportadora, faturamento e várias outras etapas.

Mas essa exigência dos e-commerces pode ser ótima também para o seu negócio: vamos supor que você trabalha com revenda de eletro e tem em estoque um modelo de TV da LG.

Se o site onde você está vendendo entrar em promoção e as TVs da LG estiverem com 20% de desconto, seus produtos já vão ser encontrados pelo marketplace automaticamente, buscando a faixa do código EAN que identifica a marca.

Para quem produz as suas próprias mercadorias, a atenção com o código EAN é ainda maior pois você terá que criá-lo. Agora, nesse caso de televisores e produtos para revendas em geral, a maioria deles já vem com um código EAN de fábrica, então isso já está resolvido.

Mas indo além da obrigatoriedade e regulamentações, o código EAN também oferece uma oportunidade de negócio. Saiba mais:

Como pesquisar pelo código EAN?

Mulher escaneando código EAN através da câmera de seu celular. .

Se você está nesse grupo dos que tem ou pensa em comprar produtos para revender e tirar a sua margem de lucro daí, saiba que o código EAN é também uma ótima maneira de analisar os seus concorrentes.

Com ele na mão você consegue facilmente descobrir quem vende o mesmo produto que você, onde vende (muitas vezes pode ser no mesmo marketplace que o seu) e principalmente, por qual preço. Assim é mais fácil saber se você está sendo competitivo.

#DicaAmplia: a análise de preço da concorrência é um fator importante na hora de determinar o seu, mas não o único. Para ter certeza de lucro e volume de vendas, veja os meus segredos da precificação no e-commerce.

Voltando em como identificar esses concorrentes a partir do código EAN, você pode fazer isso facilmente em sites como o Product Search e até mesmo no Buscapé:

É só você baixar o aplicativo na App Store ou Google Play, encontrar a opção “escanear” no menu lateral e pronto.Para marketplaces, aconselho você entrar em cada loja e analisar também os vendedores.

Pensando na sua loja de eletro, veja como seria ao pesquisar um frigobar pelo código EAN:

Três telas em sequência mostrando como pesquisar produtos através do código EAN com o aplicativo do buscapé.

Assim como é fácil para você pesquisar os seus concorrentes, para o seu cliente também é. Cada vez mais ele está pesquisando produtos em lojas físicas e comparando com os preços online.

Acontece que muitas vezes, principalmente nesse ramo de eletrônicos, os produtos são muitos similares. Voltando às TVs por exemplo, duas com o design idêntico podem ter recursos e preços completamente diferentes.

Comparativo do anúncio em marketplace de dois modelos de televisores com design iguais, mas funções e preços diferentes.

Como eu te mostro no texto sobre política de trocas, mesmo se o seu cliente comprou errado, você será obrigado a fazer a devolução deste produto e ficar com o prejuízo. Então, para evitar enganos como esse, o melhor mesmo é informar o código EAN na descrição do seu produto (o que nem todos fazem).

Os usos mais comuns do Código EAN

Além de ser uma ótima ferramenta de pesquisa e melhora na experiência do cliente, o código EAN é uma daquelas obrigações que contribuem muito na operação de qualquer e-commerce.

PEssoa passando um produto em um leitor de código de barras em cima de balcão.

Aqui vou levantar os dois principais pontos:

Na organização do seu estoque: perder uma venda porque não percebeu que o produto está em falta no estoque é inadmissível. Do mesmo jeito, ter o estoque cheio, mas parado, também. Tendo uma planilha com quantas unidades de cada código EAN você tem, essa gestão será bem mais simples. E adicionar produtos através de um scanner é muito mais fácil e seguro do que ir digitando todas as suas características no sistema.

Na integração com ERP: dando um plus nessa gestão de estoque, que tal ampliar ainda mais com um sistema de automação? Unindo o código EAN com um sistema de ERP na sua empresa, além de estoque, você sincroniza dados dos seus clientes, fornecedores e toda a área contábil da sua empresa, além de emitir Notas Fiscais e relatórios.

Como cadastrar seus produtos no código EAN?

Por último eu deixei esse tópico que é exclusivo para aqueles que estão pensando em produzir aquilo que será ofertado no e-commerce. Se esse é o seu caso, pode ficar tranquilo que não serão necessárias técnicas de programação ou alto conhecimento em tecnologia para criar seu código EAN.

Existem vários sites que já criam um código EAN pra você, basta digitar “gerador de código de barras” no Google e vários irão aparecer. Mas a maneira mais garantida e menos arriscada para fazer isso é se filiando à GS1 Brasil (Associação Brasileira de Automação):

  1. Informar o seu tipo de empresa aberta (MEI, ME, Ltda) e fazer o cadastro;
  2. Enviar seus documentos via fax ou correios;
  3. Esperar a análise e aprovação;
  4. E pronto! já pode emitir os códigos EAN dos seus produtos.

Vale lembrar que a GS1 trabalha com planos de pagamentos mensais de acordo com o seu faturamento anual. Então pode ficar tranquilo que esse valor foi pensado para ajudar, e não prejudicar as finanças do seu negócio.

Mulher cadastrando os produtos do seu e-commerce no sistema EAN. Não vemos o rosto dela, apenas as mãos.

Confirmando o que eu disse no início desse texto, viu como mesmo os pequenos detalhes de um código EAN podem trazer um universo de oportunidades para o seu negócio?

Para você que está pensando em abrir um e-commerce agora, saiba que de todas as dicas que eu sempre dou em meus textos, essa é a principal delas: fique atento aos detalhes, pois são neles onde a maioria escorrega – e também onde você pode se firmar.

Depois desse ensinamento, agora eu digo que você está a um passo para abrir o seu e-commerce. E para não escorregar, falta apenas estar ciente dos desafios que você vai ter no primeiro e-commerce. Depois disso é só executar e receber os ônus.

Até mais!

Monte seu site hoje com o Amplia